Chihuahu – História, características e cuidados

Antecipadamente, essa raça é considerada uma das menores do mundo, tem um temperamento atrevido e adora brincadeiras. Porém ao contrário que seu tamanho aparenta, a raça é muito corajosa, enfrentam desafios e são destemidos.

Nesse sentido, se você está pensando em adotar um Chihuahua e quer informações completas sobre essa raça, seu temperamento, personalidade e características e mais? Leia esse artigo.

História do Chihuahua

Primeiramente, a história referente a essa raça é bastante singular, existem evidencias arqueológicas de registros milenares que relacionam o surgimento dessa raça com a descendência da raça techichi. Nesse sentido, o techichi era muito popular na região dos astecas, sendo considerada uma raça mística, com poderes de cura, previsões de futuro e comunicação com o mundo dos mortos.

Em contrapartida, existe a tese que o chihuahua tem descendência de raças chinesas e chegou ao ocidente junto às navegações de comerciantes espanhóis que os levaram para América, e por lá, cruzaram com outras raças pequenas.

Além disso, a raça ficou muito popular em diversos países, desde que foi registrada pelo American Kennel Club, ganhou mais espaço, inclusive no mundo midiático.

Temperamento do Chihuahua

A princípio, os cães dessa raça estão sempre em alerta, são gentis e resistentes, sendo muito leais ao seu dono. Além de, possuírem uma inteligência acima da média, fazendo com que sua personalidade seja aguçada.

Além disso, os bichanos dessa raça são entrementes temperamentais e atrevidos, eles não têm medo do perigo e muito menos noção do seu tamanho, caso o chihuahua desenvolva um comportamento combativo, ele não vai hesitar em desafiar qualquer outro cachorro indiferente do porte. Portanto, adestrar é importante para controlar possível agressividade.

Contudo, essa raça é muito leal ao seu tutor, geralmente se apega a apenas uma pessoa, evitando os demais. Nesse sentido, embora sejam brincalhões, ele não é um bom cachorro para uma criança pequenas, pois se a brincadeira for entendida pelo cachorro como provação, ele tende a se defender atacando.

Tártaro em cachorros: o que fazer para evitar? Veja aqui!

Veja aqui como deve ser a tosa do cachorro!

Características físicas

Os cães dessa raça, obtém uma extensa variedade de cores, marcações e combinações, a exemplo, brancos, pretos, chocolates, cremes, dentre outras.  Além disso, a sua expectativa de vida é de 20 anos, bem como, a altura média de 20 cm, com peso de até 3 quilos.

Assim como, os chihuahuas adultos têm a cabeça pequena e redonda em relação ao tamanho dos olhos.  Juntamente com, as orelhas grandes e altas, mostrando que eles estão sempre atentos para tudo que esta acontecendo em sua volta.

Outro aspecto é sua pelagem curta, mas existem variações de pelos, que são mais cumpridos e levemente ondulados.

Cuidados

Assim como, qualquer outro bichano, alguns cuidados são essências para que eles tenham uma boa qualidade de vida. Desta forma, os chihuahuas devem tomar banho uma vez por mês ou a cada dois meses, caso ache necessário, entre o período de banho, os pelos podem ser limpos com uma toalha úmida.

Nesse sentido, a escovação é essencial ser feita todas as semanas, para ajudar a tirar os pelos mortos, mas você deve se atentar para os tipos específicos de escovas que podem variar de modelo dependendo da altura da pelagem do seu chihuahua.

Além disso, a saúde bucal deve ser realizada para evitar problemas nos dentes e na gengiva, sendo indicada a escovação duas vezes na semana. Outro fator relevante é a temperatura do ambiente, pelo fato dos chihuahuas serem sensíveis ao frio. Em suma, devem viver em ambientes internos e dependo da temperatura do dia, roupinhas são muito bem vindas.

Filhotes

Antes de tudo, o leite materno é necessário nos primeiros 30 dias para a garantia de uma vida mais saudável. Nesse sentido, alguns remédios também são recomendados na infância do animalzinho, como vermífugos, que protege o animal de vermes e parasitas, mas antes de dar o remédio, o ideal é levar o seu chihuahua ao médico veterinário para ele indicar a forma correta de uso.

Em síntese, se os bichanos dessa raça quando chegam na fase adulta são pequenos, seus filhotes são menores ainda, e esse pequeno excesso de fofura merece cuidados especiais, então se atente a alimentação de acordo com a idade, e cuidado com objetos que ele possa ingerir, afinal eles nascem bastante curiosos, querendo desbravar o mundo em sua volta.

Veja aqui como levar seu cachorro no Uber!

Seu cachorro late demais? Veja aqui o que fazer para evitar esse hábito!

Deixe seu Comentário

WebGo Content